PARTICIPE DE UM DESTES CURSOS - FAÇA JA SUA INSCRIÇÃO

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

SEMPRE FOI A MINHA PREOCUPAÇÃO, CRESCIMENTO DESORDENADO É PREOCUPANTE, ALIADO AOS BAIXOS SALARIOS DOS SERVIDORES DE NIVEL MEDIO.









Dobram as expulsões de PMs envolvidos em delitos

Corporação avalia que maior controle sobre eventuais desvios de policiais explica aumento de punições


Dobram as expulsões de PMs envolvidos em delitos

A Brigada Militar expulsou de seus quartéis, em 2010, 72 PMs – 71 soldados e sargentos e um oficial – envolvidos em crimes, contravenções e atos de indisciplina. É mais do que o dobro dos excluídos no ano passado, o maior número desde 2007.

A evolução dos números permite duas interpretações que podem estar ou não relacionadas entre si: cresce o contigente de policiais que se tornam bandidos e indisciplinados ou a BM está mais rigorosa na punição de seus integrantes.

Na semana passada, a prisão preventiva de sete PMs – praças do 11º e do 19º batalhões de Polícia Militar na Capital – por envolvimento com a exploração de máquinas de caça-níqueis, reveladas por reportagem da RBS TV, suscita suspeitas de envolvimento mais intenso de policiais com criminosos e contraventores.

Mas a cúpula da BM credita como razão principal para o incremento da exclusões o aperto nos sistemas de controle sobre a tropa. E justifica sua posição com dados estatísticos – enquanto aumentam as expulsões diminuem o volume de inquéritos e de sindicâncias instauradas contra PMs (veja quadro).

Os números, conforme o corregedor-geral da BM, coronel Manoel Vicente Ilha Bragança, são reflexo da melhoria da investigação e da postura, determinada pelo comando-geral, de aumentar a fiscalização interna.

– Os dados comprovam o aprimoramento do trabalho correcional. Estamos atuando mais na prevenção, nos antecipando para evitar fatos delituosos. A qualificação dos inquéritos e das sindicâncias aumentou. Nossa missão é depurar, zelar pela disciplina, custe o que custar – garante o corregedor.

Brigada criou corregedoria itinerante para visitar quartéis

O oficial lembra que, em junho, ao assumir o setor, criou a corregedoria itinerante, indo pessoalmente em quartéis da BM – já ocorreram seis visitas, entre elas a unidades na Serra, nos vales do Sinos, do Rio Pardo, do Taquari, e reuniões com os comandos da Capital e da Região Metropolitana – levando orientações para prevenção de delitos por parte de PMs.

– Até o final do ano terei me encontrado com 323 oficiais para conversas olho no olho – destaca.

O corregedor-geral também ressalta a implantação de novos mecanismos de controle projetados para 2011, que vão apertar ainda mais o cerco para evitar desvios de conduta na corporação.

Se o projeto for aprovado pelo comando-geral, a Corregedoria terá uma seção de averiguação, composta por oito PMs – entre oficiais e praças – que inspecionarão 120 quartéis por ano.

A DEPURAÇÃO NA BM